fbpx
loader image
⏱️ Tempo de Leitura: < 1 minuto

O trabalho “Home Office” já é uma tendência mundial há algum tempo e se tornou uma opção muito atraente para trabalhadores que sofrem com demorados deslocamentos ao trabalho.

No entanto, mais do que ter as ferramentas digitais necessárias para realizar um trabalho remoto – como um notebook e internet de ponta – o home office é uma mudança de mindset. Ao trocar a estrutura de um escritório – projetada para receber-lo de forma sistematizada, organizada e que garanta total concentração – pelas residências,  os limites entre lazer e trabalho se confundem.  É preciso recriar essa atmosfera corporativa, exercitar a disciplina e, mais do que isso, não deixar a distância impedir de estar presente dos colegas, líderes e clientes.

Agora, o que costuma ser implementado na cultura como uma possibilidade esporádica, se tornou o dia-dia de muitos trabalhadores. O contexto volátil e incerto, provocado pela rápida disseminação do COVID-19, gerou um movimento de preservação do bem-estar e saúde coletiva. Mesmo empresas que não costumam aplicar o home-office, optaram pela prática.  Se já é um grande desafio trabalhar remotamente, com certeza é mais estressante e complexo no cenário vivenciado neste primeiro semestre de 2020.

Por isso, a Peers elaborou um conteúdo que reúne, de forma rápida e prática, as boas práticas do trabalho Home-Office.

Clique aqui para ter acesso ao material.

Deixe seu comentário